Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

23
Mai14

Pequenas coisas

alex

Têm sido dias complicados, mas a tarde de hoje fez-me esquecê-los. Passada em boa companhia e a ver jovens talentosos em cima de um palco a fazerem aquilo que mais gostam, deu-me com certeza o final de semana de que estava desesperadamente a precisar.

São as pequenas coisas minha gente....acreditem. 

E amanhã torno-me, oficialmente, numa adulta.

E domingo vou votar.

Nem me acredito.

06
Mar14

Sou só uma

alex

Infelizmente sou só uma. Só tenho dois braços, duas mãos com cinco dedos cada, duas pernas, um cérebro que não funciona a todo o gás na maioria das vezes. Sou só uma. Não consigo fazer tudo, não consigo estar num lado e fazer uma coisa noutro. Não consigo fazer trabalhos, entrevistas, estudar, cuidar da casa, limpar, fazer o jantar, lavar a loiça, levar a minha irmã à escola. Não consigo fazer isto tudo sozinha.

Sou só uma. Por isso dêem-me um desconto. Porque senão deixo de ser uma e passo a ser metade de uma.

E ninguém quer isso.

05
Mar14

Vou fazer por isto

alex

Falta 1 mês para as férias da Páscoa. Faltam 3 meses para os exames. Faltam 4 meses para a vida como eu a conheço acabar. Já está mais do que claro para mim que, este ano, a Faculdade não é uma opção. E eu sei que há as bolsas e o estudar à noite e trabalhar durante o dia e muitas outras possibilidades. Mas é complicado e não é possível, agora pelo menos. Confiem em mim...

Eu sei que é muito difícil arranjar trabalho hoje em dia. Só com o 12º ano. Eu sei porque o meu pai está desempregado (pela segunda vez) há um ano e nem o 12º ele tem... Mas eu quero tentar. Eu quero arranjar um emprego e começar a poupar a sério. Poupar tudo o que conseguir para, daqui a um ano, estar a planear a minha estadia lá fora... Eu nunca quis estudar cá. Nunca. Eu gosto do nosso país, mas desde nova que sinto que a minha vida não está aqui. Sempre tive um desejo muito grande em ir para fora estudar. E se tenho de trabalhar para isso, enquanto todas as pessoas à minha volta vão para a faculdade, então que seja.

Eu não preciso de fazer aquilo que os outros todos fazem só porque me dizem que é assim que tem de ser feito. As pessoas que me deviam apoiar, assim o fazem. Os meus pais só querem o meu bem e felizmente apoiam-me. 

"A Vida é tua. Quando eu tinha a tua idade, eu não quis ir para a Faculdade. Os teus avós podiam pagar, mas eu não quis. E não fui. Não te posso dizer que foi a melhor decisão da minha vida, mas eu não tinha um objectivo como tu tens. Eu só não queria continuar a estudar. Tu queres ir estudar para fora. Muito bem, vamos então fazer por isso. Vai fazer por isso". 

Foi isto que a minha mãe me disse. 

Vou fazer por isso. É isto que eu quero. Sempre foi. Eu estava era a ser pressionada pelas pessoas à minha volta, pelos meus colegas que vão todos para a Faculdade, pela sociedade... Mas dentro de mim, eu sempre soube que o que eu queria mesmo era ir estudar para fora. E fazer Erasmus para mim, só, não chega. E eu sei que isto é muito mais difícil feito do que dito, ser estudante num outro país, viver longe de tudo e todos, da nossa família... Mas é o que eu quero. 

E eu vou fazer o que eu quero, porque é isso que, a longo prazo, me vai fazer feliz.

03
Mar14

Vai e vem; e pelo caminho...Sê tu.

alex

Ela caminhou por entre os finos pingos de chuva que naquele dia não tinham ainda cessado. De cabeça baixa, coração pesado, mente cheia, lá ia ela em direcção a casa. A partida estava para breve. O regresso ainda não. Mas ela regressaria. Mais completa, mais crescida, mais destemida, mais diferente, mais, mais e mais. Sempre mais. Nunca menos. Sentia a revolta no seu estômago, o aperto no seu peito, a dor de deixar, durante dois meses, quem e o que a fazia mais feliz. Mas caminhava com a certeza de que quando voltasse, a razão dessa felicidade estaria no mesmo sítio, pronta a recebê-la de braços abertos, com um sorriso na cara. Sabia que não estava a deixar nada nem ninguém para trás; antes pelo contrário. Estava a caminhar em frente, com quem amava do seu lado. Os dias de andar para trás já lá iam. Agora o único caminho era em frente. 

Então assim ela fez. Caminhou, em frente, e com um destino no seu horizonte. Destino esse que irá mudá-la e no entanto, fazê-la permanecer igual a si mesma. Lutadora, inteligente, trabalhadora, amiga e companheira, sábia. Irá ganhar e irá perder. Mas se há algo com o qual sempre poderá contar, vá para onde for, durante o tempo que for, é com as pessoas que ficam e que a amam e que sentem um enorme orgulho em terem alguém como ela nas suas vidas.

Vai e sê tu. Porque não há mais nada nem ninguém mais maravilhoso que tu. Sê tu e verás que estes dois meses valerão a pena.

Boa sorte M.

17
Fev14

Há coisas que me ultrapassam #7

alex

As pessoas esforçam-se. Empenham-se e trabalham afincadamente em algo. Despedem tempo do seu dia para fazer algo de corpo e alma, enquanto têm outras coisas igualmente (ou mais) importantes para fazer. Suam, cansam-se, enervam-se e quase têm um ataque de coração. 

Depois há umas almas penadas que fazem troça do trabalho, esforço e suor dos outros. Divertem-se com isso. Sentam-se na primeira fila e lançam risadas para o ar, rolam os olhos e fazem comentários nada construtivos entre si. Não sabem apreciar nada. Não sabem dar valor a nada. Para eles o que interessa é que têm de ir fumar o cigarro das cinco da tarde. Para eles o que interessa é que têm de ir decidir o que vão vestir no dia seguinte. Eles querem lá saber que aquelas pessoas que ali estão à frente deles, trabalham e se preocupam em fazer algo minimamente com pés e cabeça, para os entreter a eles, que não querem ser entretidos.

Esta malta tem falta de interesse, não é falta de oportunidades. Não se interessam por nada. E fazem troça dos que se interessam. É por isso que este mundo está como está. Está tudo ao contrário; tudo do avesso. São estas pessoas o futuro do nosso país, do nosso mundo. Aquelas que se interessam e trabalham também. Mas os que vão gozar com o trabalho dos outros para a primeira fila também fazem parte do molho de pessoas que daqui a uns anos vai andar aqui a contaminar um mundo já muito contaminado.

É que não têm interesse POR NADA! É-lhes apresentado uma peça, uma dança, uma canção, coisas que demoram tempo e empenho a serem preparadas. Ou eles pensam que as coreografias nascem do ar? Que não são as pessoas que puxam pela cabeça e criam algo que seja bonito, fluido, divertido de se ver? Ou que as pessoas não treinam as canções que vão cantar ou que não ensaiam a peça que vão representar?

Pergunto-me o que é que aquela gente tem no lugar do cérebro. Pergunto-me se alguma vez virá a ter algo mais do que ar. É tão triste. Tão triste e desmotivador ver que nesta geração, há muitas pessoas que se estão a borrifar. Não querem saber.

Mas o pior não é o não quererem saber. É desrespeitar o trabalho de quem quer. É que vão para a primeira fila rirem-se e gozar, ocupando o lugar de pessoas que poderiam estar realmente interessadas.

Cada vez mais me convenço de que nasci na geração errada, na época errada. Estas alminhas são tão tristes que me entristecem. Fico triste porque queria mesmo que estas pessoas se interessassem por algo mais para além do namorado da amiga que terminou o namoro com ela, ou com o Manuel que não lhe deu um cigarro naquela manhã, então ficaram chateados. Mas estamos aonde minha nossa senhora?

Que mundo é este em que vivo em que estas pessoas não querem saber de nada e ainda desrespeitam os que querem?

Há coisas que me ultrapassam. Esta é só uma num mar de muitas outras.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D