Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

14
Jul14

Eu cá não sou esquisita

alex

No que toca a gelados, não sou esquisita. Normalmente, no que toca à comida/doces em geral, não o sou. Recentemente experimentei o Magnum de champanhe - edição limitada - e até que fiquei fã. Há muito que quero experimentar os famosos Ben&Jerry's mas só quando houver uma promoção muito boa num supermercado qualquer, porque recuso-me a dar quase 7 euros por um pote de gelado que com certeza não me durará dois dias.

Pois bem que, apesar de não ser esquisita, não como muitas vezes gelados, mas quando como, acabo sempre por escolher o mesmo: o Magnum de amêndoas. Eu sei...devem estar a pensar: que típico! Mas que posso eu dizer? É gelado, por isso combate o calor; é de chocolate, por isso adoça-me a boca; é de amêndoas, por isso a minha dose de frutos secos do dia já está ingerida.

Para mim, não há volta a dar. Lá vou comendo um Solero de vez em quando ou um Frizz (Calipo's nunca, que eu detesto aquilo), mas acabo sempre por voltar ao meu amigo Magnum de amêndoas.

Eu não sou esquisita, mas cá tenho as minhas preferências.

 

09
Abr14

Modas: Selfies ou Shelfies?

alex

Eu admito: tenho umas quantas selfies no meu dispositivo móvel e no meu Instagram. Mas não sou daquelas pessoas super egocêntricas que têm 50 ou mais selfies espalhadas por aí.  No entanto, shelfies já são umas quantas. Cinco para ser mais exacta. Os livros cá em casa são como a mobília ou como o frigorifico com comidinha: indispensáveis.

As fotos abaixo são apenas fotos dos meus livros (e da minha mãe, mas o que é dela é meu e vice-versa). Não inseri a montanha de livros que estão no quarto da minha irmã, os quais ela não lê, e que eram os meus livros de infância.

Gosto deste novo conceito de Selfies. Acho muito mais bonito ter uma colecção de Shelfies do que de Selfies, até porque eu e os livros temos uma relação muito forte.

Ler é a única forma que eu tenho de viajar, de sonhar, de aprender e descobrir novas coisas, novos mundos. Ler é uma bênção que não devemos tomar como certa ou garantida, porque existem muitos seres humanos que não sabem ler (por exemplo, a minha avó materna não sabe ler nem escrever, só sabe assinar o nome dela). Por isso é que acho que uma Shelfie é mais motivo de orgulho do que uma Selfie.

Deixo-vos com cinco Shelfies minhas.

 

 

 

 

 

 

Esta última não é bem uma Shelfie, tendo em conta que não se pode chamar à minha secretária uma "Shelf". No entanto, achei por bem tirar uma foto, visto que é uma pilha de livros que ínclui dois dos meus livros favoritos (O Herdeiro de Sevenwaters e A Culpa é das Estrelas) e dois dos livros que pretendo ler ainda este mês (Wicked Lovely, o 4º da saga e que já comecei a ler, emprestado pela D. (THANK YOU) e o primeiro livro da saga Game of Thrones em inglês, que o meu primo mais velho fez questão de trazer de Londres e de me o emprestar)

É de sublinhar que isto é a minha mesa de cabeceira, onde coloco o meu telemóvel e óculos antes de ir dormir, visto que a minha cama é bastante alta.

Há que saber improvisar.

21
Jan14

Mesa de cabeceira improvisada

alex

 

 

A minha mesa de cabeceira é nada mais nada menos do que a minha secretária. Passo a explicar. A minha cama é alta, não tão alta como um beliche, mas alta o suficiente para me dar pela cintura, porque por debaixo da mesma costumava ficar a cama da minha irmã (daquelas de gaveta) quando ela tinha menos de 3 anos. Agora é mais um sítio para pôr tralha (debaixo da cama, não na cama). Tenho de empilhar vários livros na minha secretária para poder ter os meus essenciais à mão quando estou na cama, como o telemóvel e lenços. Os livros na minha "cabeceira" são ao todo 5 para fazer altura, mas neste momento só estou a "ler" dois. O que se vê na fotografia, que é do Luís Miguel Rocha (gostei muito do outro livro dele, A Mentira Sagrada e comprei este na feira do livro o ano passado, com direito a um autógrafo e tudo!) e o Memorial do Convento que está por baixo, dentro da minha capa, no qual não toco à uma semana. Pois, não tenho lido muito esta semana que passou e tal deve-se a uma única coisa: Arrow, a série. Agora que descobri que posso ter a aplicação do wareztuga no telemóvel, já não acabo as minhas noites a ler mas sim a ver caras (e corpinhos) lindas (os) que aquela série proporciona aos espectadores. Caso para dizer: malditas tecnologias!
Mas nada de preocupações que já vou a meio da segunda temporada, por isso lá para o final da semana já vou estar a "devorar" este menino que vêm na fotografia acima (e a passar os olhos pelo Memorial...prometo!)

04
Jan14

Fala-me ao coração!

alex

Para mim é ler é o que me mantém sã. É verdade que adoro escrever e isso também me mantém sã. E a música, nunca posso esquecer a música. 

Mas ler para mim está a outro nível. Dêem-me um livro bonzinho no meu aniversário, no Natal e garanto-vos de que sou a pessoa mais feliz à face da terra. Ler traz-me conforto. Proporciona-me sensações que nunca antes me foram proporcionadas. Ensina-me muito mais do que os professores na escola. Nem sequer aprendi a ler na escola. Adoro ler. E por isso em 2013 (escrevi "neste ano" e só depois me lembrei que já estamos no ano a seguir aquele a que estou a falar) li muito. Se calhar não tanto como devia porque houve uma altura em que perdi a vontade, no inicio do ano de 2013, devido maioritariamente aos Maias. No inicio de 2013 ainda tinha literatura (saudades, vocês não sabem o quanto eu adorava aquela disciplina! E não, não estou a ser irónica!) e por isso li muito para a disciplina. Depois veio a altura da seca e parei durante uns meses. No final de Abril, quando tudo mudou, voltei a ler que nem uma maluca. Não sei bem ao certo quantos livros li porque nunca tive conta no Goodreads e não os contei, mas penso que posso afirmar que foram cerca de 20. Este ano decidi criar uma conta e participar no desafio para 2014. Ora eu sei que isto é muito cliché, comprometer-me a ler 14 livros por ser o ano de 2014, mas não queria ter mais olhos que barriga e visto que este ano já não tenho literatura, decidi ficar-me pelo número 14. 
Já acabei um, que comecei a ler pouco depois de o ter recebido no Natal. É do Nicholas Sparks e já o tinha lido, há uns anos, mas no ínicio do 11º emprestei-o a uma colega e ela nunca me o devolveu. Mudou de escola e eu nunca mais a vi, por isso pedi que me o oferecessem este Natal. E assim foi. Mal peguei nele sabia o que me esperava. Mas foi como se o lesse pela primeira vez. É um dos meus favoritos, apesar de não ser grande fã de Nicholas Sparks, "Um Momento Inesquecível" falou-me ao coração e eu adoro quando leio livros que me falam ao coração.

Vamos lá ver se consigo ler os 14 livros em 2014. Sinceramente espero ler muitos mais!

Ah! Quem quiser visitar o meu perfil no Goodreads, é só clicar na caixinha que se encontra do lado esquerdo!

15
Dez13

2013: My Favorites

alex

1.  A série televisiva

 Esta é difícil, muito difícil visto que eu vejo quase todas as séries que existem à face da terra. Mas consegui escolher só uma e apenas uma e é esta, aquela que ao longo de cinco anos me tem feito sorrir, chorar, me tem ensinado tanta coisa e que me tem acompanhado e crescido comigo. 


 

2. O filme

O mesmo para os filmes. Eu sou uma pessoa muito ocupada (cof cof), mas arranjo sempre tempo para ver filmes (e séries). Mas depois de muita reflexão, creio que este foi o filme do ano para mim, porque nunca me ri tanto a ver um filme. E eu sou fácil de rir com filmes...eu rio a ver filmes de terror pelo amor de deus! Mas este foi sem dúvida o filme com o qual chorei a rir.

 

 

3. O livro

Neste nem tive de pensar. Assim que vi "o livro", veio-me logo à mente o livro do meu ano 2013. Chorei tanto a ler este livro, que foi uma vergonha. Vou fazer por comprar todos os livros dele e mal posso esperar pelo filme!

 

 

4. A viagem

Sou uma pessoa tão viajada, mas tão viajada que a viagem de 2013 para mim foi há pouquíssimo tempo atrás, no passado dia 6, quando estive em Mafra. Já lá estive mais vezes na minha vida do que aquelas que consigo contar pelos dedos das minhas mãos, mas adoro aquele sítio, é Mafra e a Ericeira. Cresci ali naqueles lados e é onde o meu coração reside. 

 

 

5. Post

Este último ponto não percebi muito bem. Não sei se é suposto ser um post nosso, ou um post de outra pessoa que nos tenha marcado neste ano. Por isso escolhi um de cada. Este post, da minha autoria, é um dos meus favoritos porque foi inspirado em algo e alguém que me ensinou muito e porque de todos os textos fictícios que escrevi, é o que tem mais de mim. Este é pequeno de tamanho mas enorme no seu significado. Quando o li pensei: isto sou eu numa frase. E já agora para quem não conhece, aproveite e espreite o blog da Vera que sempre foi (e é) um dos meus favoritos.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D