Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

03
Fev14

A vida está a testar-me...

alex

O forno não tem arranjo, ninguém nos sabe dizer o que é que se passa com o frigorífico e não podemos comprar um novo, o meu computador desliga-se e liga-se sozinho (estou aqui a escrever este post não sei bem como) e perdi o meu cartão da escola. Ou seja, perdi cinco euros, visto que é quanto custa mandar fazer um novo.

A vida está-me a testar. Hoje senti-me mesmo em baixo, como já não sentia desde o ano passado (sim eu sei que não foi há muito tempo, mas enfim). Mas eu vou passar neste teste. E vou passar com boa nota.

Ou eu não me chamo Alexandra. Mas a mim não me lixas assim óh Vida!

28
Jan14

Seja o que o Universo quiser...

alex

Sabem aquelas decisões que tomam impulsivamente? Sabem aquela sensação que vos dá no estômago, como se tudo o que ele lá tem e o que não tem estivesse pronto a sair para fora? Sabem aquela secura que vos dá, que vos deixa um trago amargo na boca, quase como se fosse ferrugem? Sabem aquele tremor, não de frio, não, aquele tremor que nos dá dos pés à cabeça, que nos percorre cada centímetro do nosso corpo e que nos impede de fazer seja o que for, sem ser tremer como varas verdes? Sabem aquela sensação de que escolheram fazer algo só para ver no que dava e depois quando descem à terra se apercebem que foi uma escolha estúpida e que não vai dar em nada e que vão só perder tempo do vosso dia? Sabem aquele sensação de arrependimento que podia matar? E aquela sensação horrível de nervosismo, do género que temos antes de uma entrevista de trabalho importante, ou de uma competição de natação importante, ou de algo muito importante para a qual se candidataram e que têm de fazer? 

Pois, esta sou eu hoje. Toda eu sou sou estas sensações hoje. Até dizia "Que seja o que Deus quiser", mas não acredito que exista um.

Por isso olhem... seja o que o Universo quiser.

24
Dez13

O dia está aqui!

alex

Chegou. O dia mais esperado do ano, a altura mais importante em todo o mundo: o dia que antecede o Natal.

Sim porque, em muitos países, este dia tem sempre muito mais importância que o dia 25. No dia 24 é quando a magia acontece. Quando nos reunimos todos à mesa a jantar (quem tem essa felicidade) e comemos a comidinha boa da avó, da mãe ou da tia. É altura em que a televisão está ligada mas apenas funciona como pano de fundo, porque não se consegue ouvir nem uma palavra do que se diz no Jornal das 8, visto que está tudo a falar para seu lado. É a noite da alegria, da rebaldaria, da brincadeira, da família e dos presentes. Todos os anos passo a véspera de natal com os meus avós maternos e com os meus tios. Somos quatro netos e a família não é muito grande, mas é grande o suficiente para fazer o seu barulho ao jogarmos às cartas ou ao cluedo. Adoro jogar ao cluedo com os meus primos. Ajudo com os doces, com as filhoses, com o bacalhau. Adoro pôr a mesa e organizar tudo. Adoro sentar-me e ficar a olhar para todos durante uns momentos, a conversarem, a rirem, a viverem. Olho para eles e absorvo aquele momento, guardo-o na minha memória (que não é das melhores!) e sorrio. 

Depois é tempo de abrir os presentes. Depois de um bom jantar que deixou todos de barriga cheia e de uma catrefada de jogos e brincadeiras e conversas, chega a altura preferida da minha irmã. A criatura acordou hoje às 7 da manhã a saltar na cama e a gritar: "É HOJE QUE ABRIMOS OS PRESENTES!". Já lhe expliquei que o mais importante do natal não é isso. E acho que ela sabe, no entanto, está-lhe nos genes ficar entusiasmada com essa parte do Natal. Afinal ainda não me esqueci de quando era eu e os meus primos. Nós delirávamos, por completo.

Mas, continuando com o que eu estava a dizer, depois é tempo de abrir os presentes. Eu sou sincera: não gosto muito de receber presentes, mesmo que estes sejam perfeitos para mim (não preciso de muito, um bom livro, umas meias quentinhas e fofas ou um perfume). Mas não gosto. Sinto-me sempre mal porque começo a pensar no que essa pessoa teve de gastar em mim. Mas oferecer... isso já é outra história! Adoro oferecer presentes. Adoro aquele momento em que a pessoa está a rasgar o papel de embrulho, o momento em que os seus olhos se iluminam quando vê o que é a prenda e o sorriso que lhe cresce, devagar, na cara. Adoro ver a reacção das pessoas.

O dia 25 é mais calmo mas não menos importante. É o dia a seguir à rebaldaria, à euforia, o dia em que almoço com a outra parte da minha família. É diferente, mais calmo e tranquilo, mas igualmente alegre e agradável. É o dia em que se come o borrego ou o peru, depende, o dia em que nos enfardamos com mais doces típicos de natal, o dia em que nos reunimos todos mais uma vez para conversar e rir e brincar. Experimentamos os nossos presentes, no meu caso, ajudo as crianças a montar os seus e ensino-as as regras dos jogos que receberam ou acabo até a brincar com elas. 

No meio de tudo isto não fiz referência ao nascimento de Jesus ou à parte religiosa do Natal. Isso é porque eu não sou católica. A minha família é toda católica não praticante. Para mim a religião cristã não faz sentido. Questiono muitas das coisas desta religião, e atenção, digo religião e não fé porque para mim são dois conceitos completamente diferentes. Eu tenho fé. Fé é o que não me falta. Não tenho é fé em algo ou alguém que não vejo, que nunca me deu sinais de existência nem razões para acreditar nela. Tenho fé em mim, nos meus amigos, na minha família e especialmente nos meus pais. Tenho fé no mundo e em como este, se quisesse, podia tornar-se num sítio melhor.

O Natal para mim não é a celebração do nascimento de Jesus ou da religião cristã e ao dizer isto, não quero de forma alguma ofender ninguém que assim o faça, antes pelo contrário! Admiro essas pessoas e a sua capacidade de serem religiosas. Eu é que não o sou.

O Natal para mim é a celebração da família, do amor, das crianças, dos adultos. O Natal para mim é tudo isto e por isso, venho aqui hoje deixar os meus votos de felicidade para todos vocês que me visitam e desejar-vos também um feliz Natal repleto de amor, alegria e felicidade.

Feliz Natal !

 

Merry christmas❤️

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D