Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

01
Mar15

Sem limites (e sem sanidade)

alex

Hoje, acabada de acordar, cheguei à cozinha e a minha mãe diz-me que vem cá a minha sister from another mister (ex-cunhada) para eu a ajudar com o Inglês dela que, aparentemente, não anda famoso.

Eu, com cara de chateada, disse-lhe que hoje não podia porque tinha imensa coisa para estudar.

Fez-se silêncio na cozinha - até a televisão entrou em mute automático - e passados uns minutos, a minha mãe desmancha-se a rir e eu começo a chorar.

Estou definitivamente a perder a pouca sanidade que me restava. Primeiro porque eu já não estou na escola e como tal não tenho nada para estudar, segundo porque comecei a chorar por perceber que estou a ficar maluca ao ponto de achar que ainda ando na escola e terceiro, porque vou passar o meu único dia de folga a brincar às professoras.

Perdoa-me irmã falsa, mas tenta compreender que a tua big sister só tem os domingos de folga e não quer, de todo, ter de sair do pijama, pôr-se minimamente apresentável para não assustar ninguém e passar a tarde a ensinar-te inglês.

A minha bondade devia ter limites. Não tem...mas devia.

01
Fev15

O dia sagrado

alex

Eu adorava as sexta-feiras. Levantava-me, por norma, sempre de bom humor por saber que dentro de 12 horas estaria de regresso a casa e podia ficar a pé até mais tarde, a actualizar a minha lista de séries que ficaram por ver durante a semana, que podia dar mais uns minutos à escrita do que o habitual, contente por no dia seguinte poder levantar-me sem despertador.

Odiava os domingos. Meu Deus, aquele sentimento de tristeza que me invadia todos os santos domingos à noite por no dia seguinte ir iniciar mais uma semana de testes, matéria chata, horas inconcebíveis trancada num sítio onde não gostava de grande parte das pessoas que lá andavam... um tormento.

Os tempos mudam - e é incrível como tanto pode mudar em tão pouco tempo.

Agora odeio as sexta-feiras - porque tenho aquela sensação, quando chego a casa do trabalho, que costumava ter quando andava na escola: de que posso ficar acordada até mais tarde porque no sábado não me levanto da cama para ir a lado nenhum antes das 10. Mas depois lembro-me que sábado é o PIOR dia da minha semana. O dia em que tenho de me levantar às oito para ir trabalhar dez horas seguidas. O trabalho nem é o pior porque isto não tem nada que se lhe diga e é, vou ser sincera agora, muito tempo de lazer pago.

Mas custa sabem? Levantar a um sábado de manhã, mesmo que seja ao som da voz divinal do Adam Levine, vestir, comer qualquer coisa e vir-me enfiar numa loja o dia todo, enquanto o mundo lá fora goza o seu sábado.

Eu adorava as sexta-feiras e os sábados e odiava os domingos. Agora a minha única paixão na vida parece ser o santo dia do descanso - domingo.

Incrível como até as mais pequenas coisas na minha Vida mudaram do dia para o noite.

E mais mudanças se avizinham...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D