Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

05
Jan20

Vamos lá...

alex

Novo ano. É o quinto dia de 2020. Amanhã começo um novo desafio. Quase seis meses depois de me ter demitido, cinco meses depois de ter regressado a Portugal...avanço para um novo projecto, na mesma área onde trabalhei durante quatro anos. Não na área para a qual estudei.

Mas eu acredito que a vida dá-nos aquilo que nós precisamos. E eu precisava de um emprego. Preciso. Estar parada não é para mim. Vivi um ritmo de doidos nos últimos quatro anos e já não sei viver de outra maneira. A minha avó diz que eu assim não hei-de viver muito. Mas não faz mal. Para 2020 não há planos. Quero viver um dia de cada vez e lidar com o que quer se seja que me apareça à frente (e pelas costas) de cabeça erguida, sem pensamentos negativos a pesar-me nos ombros. Este ano completarei 24 anos no dia 24. Lembro-me de quando fiz os 18 pensar que ainda faltava tanto para casar os anos. Não faço a mínima ideia de onde veio esta coisa de casar os anos, ou porque é que sequer mencionamos tal coisa como se fosse um feito. Mas a verdade é que 2020 é o ano em que farei 24 anos, e para o ano faço os 25. Dizem que a partir dos 25 é sempre a subir sem parar. E eu acredito.

Enfim, estou a divagar. 2020. Para 2020, só quero uma coisa. O meu bronzeado. Simples não é? Para 2020 só quero um pouco de cor na minha pele. E na minha vida.

Vamos lá a isto.

11
Jan17

Já foi!

alex

Passou o Natal, passou o ano novo e cá estamos, no ano 2017!

Se tivesse que definir o ano de 2016, diria que não foi o pior que já vivi, mas podia ter dado mais de si. Não tanto a nível pessoal mas mais a nível mundial. A nível pessoal, diria que foi um bom ano. Visitei um dos sítios que queria imenso visitar, a Coreia do Sul, conheci e explorei novos sítios, tive um dos melhores aniversários da minha vida, em Brigthon, com amigos que considero família, poupei dinheiro, fui a casa no Natal e conclui com sucesso o primeiro ano da uni.

Para 2017, os planos já são vários. Viajar mais, aproveitar mais as minhas folgas e dar mais atenção à familia e amigos que estão em Portugal e que por vezes são um pouco negligenciados. Quero também investir mais tempo no blog, coisa que já não estou a fazer bem porque já estamos na segunda semana do ano e este é o meu primeiro post de 2017.

Mas tudo se faz com vontade e eu espero tê-la este ano. Acho que é o que quero mais para este ano: vontade.

 

13
Dez14

Encontrem as diferenças

alex

O Natal aproxima-se e como pessoa fútil que sou, quero prendas.

Fogo, até eu torci o nariz ao voltar atrás e ler aquela frase. Estou a brincar malta, eu não me considero uma pessoa fútil!

No entanto considero-me humana com desejos e necessidades - e neste momento existem duas coisas que desejo e necessito. O Natal seria só uma desculpa para conseguir obter ditas coisas (embora uma delas não seja propriamente uma coisa...) MAS não sou burra ao ponto de achar que vou ter alguma delas.

Existe sempre dois tipos de lista de Natal, sejamos honestos: aquela que incluem os itens que nós realmente queremos mas que são caros ou ridículos (ou ridiculamente caros) e depois existe a lista que incluem os itens que vamos, na realidade, receber ou comprar nós próprios.

Bom, porque acho que já é tradição aqui do blog, deixo-vos com não uma mas DUAS listas com os meus desejos de prendas para este Natal.

Agora, este ano para animar aqui a coisa, deixo-vos o desafio:

Encontrem as diferenças (é tão difícil, meu deus....).

 

Lista 1

 

1. Um gato (verdadeiro han!) para me aquecer nas noites de Inverno e me alegrar nos dias de Primavera (não tem de ser obrigatoriamente esta bolinha de pêlo mas confesso que tenho uma paixão por Persas...e gatos pretos)

 

 

2. Porque como já toda a gente sabe o meu computador (fixo) já está mais para lá do que para cá e mais dia menos dia isto pifa por completo.

 

I am hidden

 

 

Lista 2

 

1. Nunca falha. Todos os anos chovem livros no colo da Alexandra pelo Natal e ela grita de alegria (a mãe é que não porque o espaço para arrumar ditos livros já está escasso)
Tenho andado inclinada para este género de livros.

 

 

 

 

2. Porque pijamas nunca são demais

 

(Da Primark)

 

3. Cuecas, soutiens, meias,cachecóis também nunca são demais e todos os Natais é certinho direitinho.

 

 

4. AH! Já me esquecia...

 

 

 

A lista 2 é maior que a lista 1 em quantidade mas só o computador é mais caro que os itens todos da lista 2 (digo eu, não fiz as contas, mas deve ser).

Só para vos mostrar que a realidade é esta: existem as coisas que nós queremos e depois as coisas que nós até nem nos importamos de receber e que são as que obtemos.

Metáfora da Vida e do seu funcionamento? Sim, sem dúvida!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D