Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

20
Jan15

Aproveita a viagem

alex

Acho que, por vezes, estamos tão focados no futuro; no destino ao qual queremos chegar, que nos esquecemos de olhar pela janela e apreciar o que de melhor tem a nossa viagem.

Esquecemos-nos de que tudo é feito com trabalho e sacrifício mas que pelo meio vão existindo coisas boas. Deixamos-nos irritar profundamente por coisas que não deviam ter esse poder enorme sobre nós. Descarregamos em cima daqueles que mais bem nos querem. Isolamos-nos (no meu caso) para não dizermos coisas que depois não possamos retirar.

Estamos tão focados naquilo que queremos alcançar que nos esquecemos de parar para olhar à nossa volta e ver tudo aquilo que já alcançámos até agora.

Ontem não parei. Foi desde as oito da manhã até às onze e meia da noite sempre a acelerar. Centro de emprego de manhã, almoçar uma sopa rápido, trabalhar até às oito, chegar a casa e jantar, ligar o computador e tratar de enviar a carta de recomendação, em conjunto com outras coisas.

Deitei-me estafada e levantei-me hoje às sete da manhã para tratar de mais assuntos que no final me conduziram ao Colombo em busca de um bom casaco para o frio e chuva (o qual não encontrei).

Vim a casa almoçar porque tive a sorte de hoje o meu pai andar aqui pela nossa zona. Fui trabalhar com o coração pesado porque...ultimamente o negócio não anda bem e eu não sei o que me reserva o amanhã.

Cheguei a casa e tomei banho. Jantei já eram nove da noite e peguei agora no computador só para vir aqui.

Amanhã é mais um dia. Mas eu vou ser sincera: estou um pouco cansada de andar sempre a pensar no dia de amanhã. De permanecer de janelas fechadas, a ansiar a chegada ao meu destino. Estou cansada e sozinha mas não tem de ser assim.

Tenho ainda muitas lições para aprender na Vida - uma delas é a parar, respirar fundo e aproveitar a viagem, por muito tumultuosa que a mesma possa ser, por vezes.

Porque quem sabe as coisas que posso perder pelo caminho com a ânsia de chegar ao meu destino.

19
Abr14

Falling in love at a coffee shop

alex

Hoje passados dois meses, voltei a ouvir uma das minhas músicas favoritas. Uma música que me fazia chorar à primeira nota que ouvia, que me trazia sentimentos aos quais queria fugir, pensamentos que queria evitar.

Hoje ouvia-a passado este tempo todo. Ouvi uma música calma e "lamechas" , e a seguir a essa vieram outras. Já não estava assim, sentada na cama, a olhar pela janela do quarto a ouvir música calma há muito tempo... Soube-me bem. 

Aos poucos liberto-me das restrições que me impus de forma a não sofrer ainda mais do que o que já sofro. E aos poucos vou deixando de ter restrições.... e de sofrer. Pelo menos pela razão pela qual tenho vindo a sofrer.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D