Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

01
Abr14

Não me consigo conformar...

alex

Com o final de uma das minhas séries favoritas, o How I Met Your Mother. Não me conformo. E passo a explicar porquê...para quem ainda não viu a série e quer começar a ver, ou para quem acompanha a série mas ainda não viu o episódio final, para quem não quer ver spoilers, não continue a ler. Mas eu tenho de deitar isto cá para fora.

 

Eu nunca gostei do Robin e do Ted juntos. Nunca. A forma tão não natural como a relação deles foi construída ao longo da série, o facto de ambos não se completarem um ao outro com todas as suas diferenças. Porque eu gosto de opostos que se atraem, mas gosto de opostos que se completem. E como personagens, nunca gostei do Ted e da Robin juntos. Achei que a Mãe também foi demasiadamente feita à medida do Ted e da personalidade deste. Ora, nem muito pão, nem muito queijo! Há que encontrar um meio termo. No entanto, fiquei mais satisfeita com o par Ted-Tracy (finalmente descobrimos o nome da Mãe) do que com o par Ted-Robin.

E não é que passamos uma temporada inteira a ver as coisas entre o Barney e a Robin a comporem-se, o casamento a ser planeado, como o mesmo aconteceu e depois eles divorciam-se? MAS EU NÃO ME CONSIGO CONFORMAR COM ISTO!

Para piorar, quando a história regressa, finalmente, ao tempo do Ted já nos seus 50 a contar a história aos filhos, chega à conclusão (com a ajuda dos filhos) que a Robin é e sempre foi a tal e que, agora que a mulher já está morta há seis anos (SIM, ELES MATAM A MÃE, WTF), ele já pode ir conquistar a Robin pela milésima vez. NÃO, NÃO. Ela não é nada a tal. Não gostei. Não gostei e tenho pena de não ter gostado do final de uma das minhas séries favoritas. Estou destroçada. Que treta. 

Mas enfim, isto sou eu que vivo as séries como se da vida real se tratasse, porque levo uma vida demasiado aborrecida. E depois claro, o facto de tender um pouco para dramatizar tudo na minha vida, também não ajuda. Mas fiquei mesmo desiludida.

 

No entanto, a série continua a ser uma das minhas favoritas e para quem ainda não viu e está a pensar ver (e não foi curioso demais e leu a parte cheia de spoilers) veja, porque a série é muito engraçada (pelo menos para mim, mas eu também sou fácil de fazer rir).

Assim chega ao fim uma era. E pronto, estou triste e deprimida, por isso vou ver Friends.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D