Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

04
Mar14

Just us

alex

Quando atendeu o telefone apercebeu-se de imediato que do outro lado da linha, ela chorava.

"O que se passa? Estás bem, aconteceu alguma coisa?"

Ela soluçou e respirou fundo, tentando acalmar-se. Era tão difícil.

"Não aconteceu nada... Estava só a pensar. E tu sabes o que me acontece quando eu penso."

Ele sorriu. Sabia perfeitamente.

"No que estavas a pensar?"

"Em mim, em ti, em nós... Se o que estamos a fazer é o correcto." 

Ela sentiu mais lágrimas assomarem-lhe aos olhos. Não conseguia controlar-se.

"Não chores... Tem calma. Respira fundo. Vamos contar de 20 para trás, como costumamos fazer sim?"

Ela abanou a cabeça, embora ele não a conseguisse ver.

"20..."

"19..." - disse ela baixinho, mas alto o suficiente para ele a ouvir.

"18..."

 

....

 

"0" - disseram os dois ao mesmo tempo.

O coração dela já não batia tão descompassadamente, as lágrimas tinham deixado de lhe desfocar a visão, o seu peito já não doía com tanta intensidade.

"Vês? Conseguiste. Consegues sempre. Agora, respondendo à tua pergunta... É o correto sim. É a única maneira que temos de fazer as coisas."

"E se não for? E se houver outra maneira?"

"Tu foste a primeira a dizer que não havia." Ele começou a ficar preocupado. Agora era o coração dele que batia mais depressa.

"Eu sei... Mas disseram-me que há sempre outra maneira. Há?"

"Quem te disse isso?"

"Não importa... Mas achas que há?"

Fez-se silêncio. Durante uns minutos ficaram assim, petrificados, ambos envolvidos pela escuridão dos seus quartos. A noite já ia longa. Estavam ambos cansados. Mas ficaram assim, em silêncio, durante um bom bocado.

"Para mim não há. E para ti?"

Ela pensou antes de responder. Selou os lábios com força e puxou as cobertas mais para cima quando sentiu um arrepio repentino percorrer-lhe a espinha. Ela sabia a resposta.

"Não. Mas os outros dizem que sim."

"O que importa os outros? Desde quando te importas com aquilo que os outros dizem?

"Não são uns outros quaisquer..."

"Que importa? Até podia ser o Papa. Os outros não são nós. Não sabem. Nós podemos contar-lhes, tentar explicar-lhes, tentar fazê-los perceber. Mas eles nunca vão conseguir. Sabes porquê? Porque os outros não são nós."

Ela suspirou. Limpou a cara húmida com a ponta do seu lençol. Que se lixe.

"Eu sei. Tens razão. Ficas comigo até eu adormecer?"

"Ok"

Ela sorriu. 

"Ok."

Fechou os olhos e deixou-se envolver pelos seus sonhos. Ao longe conseguia ouvir a respiração do seu amigo. Conseguia ouvir o barulho de fundo da sua televisão. Estava a ver "Friends". Imaginou-se deitada ao lado dele, com a cabeça deitada no seu peito. Riam-se com as parvoíces que a Phoebe dizia e com as piadas sarcásticas do Chandler. Riam-se e eram eles.

Só eles e mais ninguém.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D