Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

14
Jun14

Irrita-me

alex

Mais uma vez me perguntaram o que eu vou fazer depois dos exames. 

Mais uma vez recebi um esbugalhar de olhos e um franzir de testa. 

Mais uma vez respondi com completa honestidade, porque eu sou assim: eu consigo mentir quando quero, mas não sou boa a faze-lo. Por isso, só me resta ser honesta. E fui. Respondi aquilo que tenho respondido e que tem causado comichões a certas pessoas.

"Não é uma certeza, porque nada nesta vida o é, mas pretendo procurar trabalho. Já enviei currículos para alguns sítios, já me inscrevi em dois lugares para ir trabalhar no mês de Agosto, vou procurar trabalho. É isso que vou fazer quando acabar os exames. Ou isso, ou vou passar duas semanas à terra dos meus avós, ainda tenho de decidir." - Adicionei, só para aligeirar o ambiente, ao ver que a rapariga estava a torcer tanto o nariz, que eu julguei que ela o fosse partir.

"Então e não vais para a faculdade?" - Pergunta ela como se eu lhe tivesse acabado de dizer que me vou juntar a uma ceita.

"Este ano não. Preciso de dinheiro. Para o ano." - Respostas curtas e secas, porque a cara dela me estava a irritar.

"Então mas não podes trabalhar de dia e estudar à noite?" - Aperto a mão no colo e faço força para estar quieta, no meu lugar.

"Não. Prefiro parar este ano e arranjar um trabalho, não penso conseguir fazer as duas coisas ao mesmo tempo, estudar e trabalhar. Eventualmente, uma iria sobrepor-se à outra, e para ser honesta, seria o trabalho."

"Pois, eu percebo... Mas e então e para o ano? Vais para a faculdade?"

"O plano é esse." - Debati um bocado sobre se devia ou não contar-lhe do programa OK Estudante, mas como ela é boa rapariga (apesar de no momento me estar a chagar os nervos), resolvi partilhar com ela. 

"Ah...fazes bem." - Disse ela no final, com dúvida e pena a pairar sobre si.

Apeteceu-me agarrar no garfo e espetar-lho no olho. Eu gosto dela, a prima dos meus primos. É uma miúda simpática e divertida, inteligente e gosta de correr, como eu. Mas naquela noite incomodou-me profundamente a maneira como olhou para mim.

Como se me dissesse: Estás perdida. Tenho mesmo pena de ti...

Penas têm as galinhas. E eu vou esfregar na cara desta gente toda, daqui a um ano, aquilo que consegui alcançar.

Vou estar onde quero e vou pensar em todas estas pessoas que duvidam de mim hoje e que olham para mim com pena, ao contar-lhes o meu plano. É certa que a vida nem sempre corre como planeado, mas eu vou trabalhar e esforçar-me para conseguir alcançar este meu objectivo.

Esperem e vejam.

E depois, veremos quem é que vai olhar para mim com ar de pena nas trombas.

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D