Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

10
Jun14

Idiota

alex

"-Um dia, hei de estar ali. - Diz ela, apontado para o céu escuro, iluminado apenas por uma mão cheia de estrelas. É nestas alturas que desejava poder estar na sua terra, onde as estrelas no céu são tantas, que uma pessoa quase tem de usar óculos de sol só para as poder contemplar.

-Não me digas que também és daquelas pessoas que acredita que quando morrer, vai para o céu? - A voz dele saiu de forma brincalhona, o seu sorriso matreiro a acompanhá-la.

-Não é nada disso seu idiota! Ali. Um dia vou estar ali. - Diz, apontado de novo para o céu. Desta vez, o olhar dele segue o dedo dela e os seus olhos vêm para onde ela está a apontar. Um avião.

-Se quiseres, posso-te pôr num já agora. Talvez te mande para a Sibéria...ou talvez para o Pólo Norte, visto que és tão adepta de sítios frios. - Ela olha para ele, tentando conter uma gargalhada ao ver a sua expressão de menino matreiro. Idiota.

-Estou a falar a sério. Não tarde nada, estarei ali sentada, num avião, a deixar isto tudo para trás. A ti incluído.

Ele perde o sorriso nos lábios e ela olha para ele, esperando que ele diga algo. Qualquer coisa. O silêncio não era confortável e ela só queria quebrá-lo. Mas esse era o trabalho dele. Por fim, e mesmo antes de ela desviar o seu olhar do dele e se deitar na relva fria do parque, ele quebra esse silêncio.

-Talvez não. Talvez tenhas de deixar tudo isto para trás, menos a mim. Quem sabe...

-Eu sei. Não vou deixar que largues tudo para vir atrás de mim. És um idiota, mas não és burro. Não farias isso quando tens uma vida perfeitamente boa aqui.

Ele imita-a, e deita-se na relva ao lado dela, os seus braços roçando um no outro. Ele pousa as mãos em cima do seu estômago e as dela estão colocadas no chão, uma mão de cada lado, como se precisasse de sentir o chão nas suas mãos, de forma a garantir que este não a ia engolir a qualquer instante.

-Ela é boa, mas só é perfeitamente boa porque tu fazes parte dela. - Um sorriso surge nos lábios finos dela e antes de se poder conter, não consegue impedir o comentário trocista que lhe escapa dos lábios.

-O que é que tu vais fazer sem mim meu idiota? A tua vida não faz sentido! Coitadinho! - Não tentou disfarçar a ironia com que proferia estas palavras.

-Pois não. - Ele não conseguiu disfarçar a seriedade com que proferiu as suas.

-És um lamechas. Sabes que eu não gosto de lamechices... Vai acontecer. Um dia vou estar ali num avião daqueles; talvez até mesmo naquele. E tu não vais lá estar a meu lado, como agora. É melhor aceitares isso já, senão depois será mais difícil.

Ele suspirou e não lhe respondeu. O silêncio voltou a instalar-se entre eles, mas desta vez, ela não queria que ele o quebrasse, porque sabia que se o fizesse, não iria ser só difícil para ele...mas também para ela.

-Eu amo-te, por isso, há-de ser sempre díficil. Seja hoje, amanhã ou só para o ano...nunca vai ser fácil. Por isso, deixa-me estar. Deixa-me estar convencido de que vou contigo. Ou de que tu ficas comigo. 

-Nenhum dos dois vai acontecer.

-Eu sei. Mas por agora deixa-me acreditar que sim, pode ser?

Agora é a vez dela suspirar e sem pensar nisso, a sua mão direita estende-se e alcança a mão dele, entrelaçando-a na sua. 

-Está bem. Mas só porque também te amo. Só por isso.

Ela olha para ele e vê o sorriso matreiro dele surgir de novo no seu rosto, que contempla o céu pouco estrelado, já sem rastos do avião que deu origem à conversa.

-E agora, quem é a lamechas? - Ele ri-se e ela, com a mão que não está entrelaçada na dele, dá-lhe um pequeno murro no ombro.

-Idiota... "

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D