Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

20
Jul13

Uma pessoa nunca morre. Não enquanto houver alguém que a mantenha viva, dentro de si

alex

Nunca lidei de perto com a Morte. Até agora.

No entanto, todos os dias relembro-me de que ela existe e que, inevitavelmente e apesar de ser a maior inimiga da Vida, elas andam de mãos dadas.

A única pessoa que faleceu, minha conhecida e da minha família, foi o meu avô paterno, quando eu tinha apenas 5 anos.

Tenho algumas lembranças dele, inclusivé do dia em que o vi pela ultima vez no hospital, mas parece que foi algo que aconteceu a outra pessoa.

Parece que foi uma experiência pela qual não passei, mas que de uma forma vaga, relembro, como se tivesse acontecido a outra pessoa que não eu.

Quando um ser humano morre, o mundo não morre com ele.

A Vida continua, como se nada tivesse acontecido, como se a Terra não tivesse deixado de ter mais um ser vivo a respirar, a viver.

Quando uma pessoa morre, não acredito que seja díficil para ela. Independentemente do tipo de morte, violenta, calma, na cama de um hospital, em casa rodeada pelos seus familiares ou num beco frio e escuro...a pessoa morre. Deixe de pensar, de respirar, de falar, de sentir... 

A morte não é dífcíl para os mortos, mas sim para os vivos.

Não é difícil para os que partem, mas sim para os que aqui ficam.

Para esses o mundo pára. Durante aqueles milésimos de segundo em que recebemos a noticia, ou durante aquele momento em que vemos os olhos da pessoa que amamos fecharem e o seu peito deixa de fazer o movimento mais natural no mundo: para cima, para baixo, para cima, para baixo.

O Mundo não pára, a Terra também não, mas toda a vida dos que permanecem e assistem à partida de um dos seus entes queridos, pára.

Para eles a vida pára, enquanto eu continuo a escrever no meu bloco de notas, ou a ouvir música, ou a ler.

Enquanto tu estás no supermercado a debater se deves comprar esta marca de champô ou a outra, enquanto ele está na auto-estrada, a conduzir a alta velocidade, olhando de segundo a segundo para o relógio que pesa no seu pulso, preocupado em chegar atrasado a uma reunião importante.

Enquanto um ser vivo deixa de respirar, milhões, bilhões de outros continuam a fazê-lo. Continuam com as suas vidas.

Mas quando é alguém próximo de nós, é diferente..

Sentimos a dor da morte da pessoa que amamos a pesar dentro de nós. Por momentos, desejamos poder partir também ou imploramos para que quem partiu volte.

Derramamos lágrimas de pesar, mesmo que essa forma de expressão nos pareça pouca para tanta dor e sofrimento que sentimos.

Hoje o mundo perdeu mais um ser vivo, mais uma alma, mais uma pessoa.

Hoje uma das minhas melhores amigas perdeu uma avó.

O pai dela perdeu a mãe. 

Os amigos dela perderam uma amiga fenomenal.

O mundo perdeu uma pessoa extraordinária.

Mas a vida continua. Infelizmente, não a dela.

É horrível. É horrível perder alguém que é tão especial para nós.

É horrivel não saber o que fazer para consolar a pessoa que acabou de perder parte de si.

Não morres realmente, mas é-te tirada uma parte de ti. Essa pessoa, a que faleceu, leva-a consigo, como forma de não se esquecer de ti, nem tu dela.

Eu não sou católica. Não acredito em Deus. Não acredito no Paraíso ou no Inferno.

Mas acredito que todos nós temos uma alma. E que a morte não é o fim. Não verdadeiramente.

Acredito que a alma da avó da minha amiga está neste momento no seu Paraíso, em Cabo Verde, feliz como nunca antes esteve.

É uma grande perda. Uma senhora vivida, corajosa e com uma força incrível...Um coração de manteiga, mas com uma força de aço.

A sua vida chegou ao fim, mas ela irá continuar a viver no coração de todos aqueles que a amaram e que a ainda a amam.

Porque ela partiu, mas nós não.

E eu acredito que uma pessoa só parte realmente quando deixamos de a recordar com amor, com carinho e com um sorriso nos lábios.

Quando deixamos de amar a pessoa na morte, da mesma maneira que a amamos em vida, é aí que a pessoa morre realmente.

Não se vive para sempre, mas vive-se no coração das pessoas que amam a/o falecida/o, até que estes parem também de bater, quando a sua hora chega.

Uma pessoa nunca morre realmente, se a mantivermos viva na nossa mente e no nosso coração.

Rest in peace Miss Silva ♥

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D