Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

26
Mar13

Rainy days

alex

A chuva fazia-se ouvir, abafando o som da sua voz.

"Acorda. Acorda, já é de dia!"

Pensei para mim, de olhos ainda fechados e com a mente ainda um pouco adormecida, que poderia ficar ali para sempre. Com o som da chuva, que preenchia o quarto e que batia suavemente na janela, enquanto ele me tentava despertar, chamando-me suavemente, ao mesmo tempo que acariciava a minha face.

"Já estou acordada. Mas não quero abrir os olhos."

"Porquê?"

Uma pergunta tão simples, para uma resposta tão complexa...

"Porque não quero abrir os olhos e deparar-me com uma cama vazia, sem ti a meu lado. Não quero abrir os olhos e deixar de sentir o calor do teu corpo junto do meu. Não quero abrir os olhos e fazer deste bonito sonho, uma dura realidade. E se tudo isto não passar de um sonho?"

Ele move-se, dando a impressão de se ter sentado. Ele inclina-se sobre mim e sussura-me ao ouvido:

"Abre os olhos tonta. Não é um sonho. Não foi um sonho. É real. Eu, tu, nós. É tudo real. Deixa-me provar-te."

Eu continuava apreensiva em abrir os olhos. Queria ficar assim para sempre. Mas o para sempre não existe...

Finalmente abro os olhos e deparo-me com o seu sorriso. A imagem mais bonita, mais eternecedora com a qual poderia acordar...um sorriso que me fez sorrir.

"Bom dia dorminhoca. Ainda pensas que estás a sonhar?"

Pensava. Porque aquilo não podia ser real. Ele ali, comigo, nós, a noite passada...tinha sido um sonho e ainda me encontrava afundada nele.

"Sim"

Ele volta-se a mexer, mas desta vez, para mais perto de mim. Deita-se, aproxima a sua cara da minha e sorri quando o seu nariz bem esculpido, toca no meu, que mais se assemelhava a um bloco de gelo, de tão frio que estava.

Depois, muito ao de leve, coloca a sua mão nas minhas costas, provocando-me arrepios. Não podia estar a sonhar. Era bom de mais até para um sonho. 

"Não estás a sonhar. Eu estou aqui e não vou a lado nenhum. Eu amo-te"

"E isso chega para te impedir de saires daqui?"

"Bom, isso e a chuva..."

Ri-me. Riu-se. O som ecoou pelo quarto mal mobilado e abafou, por momentos, o barulho da chuva. Estava no céu e não queria descer. Nunca.

"Eu amo-te, mas não é apenas o facto de eu te amar que me impede de sair do quentinho deste lençóis. O que me impede, é saber que tu também me amas. Só isso."

"Como podes saber algo que nunca te disseram?"

"Tu já o disseste. Apenas não o disseste com palavras."

"Obrigada"

Ele fita-me com os seus grandes olhos castanhos e franze o sobrolho.

"Pelo quê?"

"Por me amares. E por saberes, mesmo que eu não te o diga, que eu te amo também. Porque amo. Muito."

"Eu sei".

Ele sorriu, um sorriso já meu conhecido e que me preenchia o coração, aquecendo-o.

Devagar, ele inclina-se para mim e deposita um leve beijo nos meus lábios. Quando abre os olhos, sorri de novo e pousa a sua cabeça na almofada, bem junto da minha. E assim ficamos durante todo o dia. Sem comer, sem beber, sem mexer. Apenas a respirar. Apenas a observar. Apenas a amar.

A amar-nos um ao outro, no silêncio de um dia chuvoso.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D