Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

23
Fev13

Fez-se luz!


alex

Tenho (eu e toda a minha "vila") estado sem luz o dia todo. Há bocado, vieram cá os senhores da EDP e trouxeram um gerador do tamanho do titanic que está agora estacionado em frente ao meu prédio, que faz um barulho estranhíssimo e parecido com (mil) rugidos de leões e que, de momento, nos está a "alimentar" a todos.

Depois de ter estado várias horas sem luz, é que me apercebi o quão dependentes somos dela. Para começar, não há cá computadores, internet, televisões ou telefones para ninguém. Depois, o microondas, a torradeira e o fogão (o meu é eléctrico), também ficam inutilizáveis. Já para não falar do facto de termos de estar na casa de banho às escuras, que ficam na parte de trás da casa, junto aos quartos e que, como tal, são as divisões com menos luz natural.

Ora bem...era ver a malta toda cá em casa a dirigir-se à casa-de-banho e a acender a luz.

"-Ah, é verdade, não temos luz!" - foi a frase mais dita hoje por estas bandas. É do hábito. É um vício. Tal como todos os outros, o consumo de luz é um vicio. E eu que o diga! Ia à dispensa, clicava no interruptor da luz, para logo o voltar a desligar. Ia à casa de banho, a mesma coisa. Vinha para o quarto e clicava no botão de ligar do meu comando e questionava-me, durante 3 segundos, porque raio a minha televisão não acendia.

Pequenas amostras do quão dependente eu sou da luz. Do quão dependentes todos nós somos. Precisamos dela para quase tudo. 

A falta da mesma hoje, fez-me pensar: "Se tivesse sido habituada a viver sem luz nenhuma, como ainda algumas pessoas vivem, as coisas eram diferentes. A minha rotina seria completamente diferente, os meus hábitos também. A acção de ligar um interruptor da luz, de ligar a televisão, de pôr o pão na torradeira ou aquecer o leite no microondas, seriam acções substituídas por outras completamente diferentes."

Curioso hein? Mas, vendo o lado positivo, de manhã decidimos ir todos ao supermercado fazer as compras e depois do almoço, não houve desculpa alguma para não me lançar logo ao estudo do Frei Luís de Sousa. O lado negativo...já comi mais hoje do que na semana inteira, porque não poder vir ao computador, não poder acender a televisão, não poder fazer nada nas horas mortas, encheu-me de stress. 

E eu quando estou stressada, como. Muito. Demais.

(Tenho andado a fazer tanta batota ultimamente, que já não posso dizer que estou de dieta, que adoptei um estilo de vida saudável, ou o raio que o parta!)

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D