Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

18
Jul16

De facto, ter saúde é ter tudo


alex

Já lá vai algum tempo desde a última vez que vos escrevi.

As duas semanas passadas em Portugal passaram a correr. Visitei família, amigos, andei de kaiake, apanhei um escaldão, fui andar de karts e fui feliz. Durante duas semanas fui saudável e feliz. Ao regressar para o UK, a felicidade e a saúde deterioraram um bocadinho.

Voltar ao trabalho não foi nada fácil, voltar à minha rotina aborrecida e pouco adequada a uma jovem de 20 anos não foi fácil. Não querendo ser mázinha, mas penso que este país, apesar de muita coisa boa que tem, rouba um bocadinho a saúde às pessoas por causa do tempo nada agradável.

Ando com tosses, espirros, dores de corpo e cabeça e hoje, inclusive, tive de chamar uma ambulância a casa porque estava a ver que me dava o badagaio. A verdade é que não cuido muito bem de mim, não tanto como devia.

Há refeições esquecidas, refeições pouco saudáveis e o ritmo de trabalho também não ajuda. Há consulta a marcar no médico para ver se ando, de facto, a brincar com a minha saúde.

Não há pior coisa, deixem-me que vos diga, do que se sentirem na merda de tão doentes que estão e de, apesar de terem cá os vossos amigos que cuidam bem de vocês e vos ajudam em tudo, vocês não conseguem não chorar porque não têm cá o colo da mãe.

Acho que é a pior coisa deste mundo, é estar doente e não poder ter a mãe do nosso lado a agarrar-nos a mão e a dizer que tudo vai ficar bem. 

Felizmente, não foi nada sério. Mas penso que foi um abre olhos para o estilo de vida que tenho andado a levar. Tenho de começar a tomar melhor conta de mim. 

Cada vez mais acredito que não há nada mais importante nesta vida do que ter saúde. O dinheiro, o amor, essas coisas são bastante banais comparadas com a nossa saúde...

Preciso de me cuidar. E de escrever mais. Ando a perder a prática e o amor à escrita.

Ando a perder muita coisa...mas não posso continuar a perder.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D