Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

19
Nov15

Estrondo


alex

No meio da correria que é a minha vida, hoje consegui finalmente parar um bocado para pensar sobre muita coisa. Tive tempo de descansar o corpo e de simplesmente pensar.

Os acontecimentos dos últimos dias têm deixado o mundo à flor da pele. Eu acompanhei as notícias dos ataques em Paris, até porque discutimos o acontecimento no meu módulo de jornalismo. Mas só hoje tive tempo e cabeça para pôr os meus pensamentos por escrito.

Eu moro em Londres, mais ou menos a meia hora do centro, se apanhar o metro, uma hora se apanhar o autocarro. É nesta cidade que moram todos os tipos e feitios de pessoas. Todas as raças, religiões e pessoas estão cá. Na terça-feira estava no meu módulo de escrita creativa quando vejo esta noticia. E fiquei a pensar...fiquei dividida... terá sido o medo que o levou a fazer tal coisa? Ou apenas racismo puro? Ou ambos?

Mas é isto gente. É isto que eu não consigo ver e calar. É o "pelo que um ou dois fazem, pagam todos" que me deixa em alvoroço. Eu percebo o medo. Eu percebo a aversão que se possa ganhar a certas religiões por causa destes acontecimentos. Eu entendo. Mas não entendo que crucifiquem uma religião ou raça inteira pelos erros de um bando de terroristas que não sabem nada da vida para além da morte. 

É triste. É triste eu ir trabalhar todos os dias para o centro comercial e ter medo que alguém mande aquilo ao ar porque seria um bom sítio para começar em Londres. É muito triste eu ir passear ao centro de Londres para ver as luzes de natal e de vez em quando olhar à minha volta a analisar as pessoas que me rodeiam, a pergunta na minha mente sempre presente: será que é aquele que vai fazer explodir esta gente toda?

Mas isso não significa que possamos tornar-nos selvagens e desumanos como os que praticam actos de tamanha violência como o praticado em Paris. Não nos podemos deixar levar para o lado negro. Nem todos os islâmicos são terroristas. Assim como nem todos os refugiados da síria são ingratos ou rudes. Eu sei que com tudo isto que tem acontecido, é díficil separar os bons dos maus - então vai tudo.

Mas é tão errado como matar 129 pessoas e ferir mais umas quantas.

Porque o terrorismo não tem religião. Não tem raça. O terrorismo é o conjunto da maldade inbutida nos corações de vários seres humanos.

08
Nov15

Vim só aqui dizer-vos isto


alex

Nada nesta vida é fácil. Absolutamente nada.

Nunca ninguém me preparou para esta vida que levo hoje. Nunca ninguém me sentou numa sala de aula durante 90 minutos e me ensinou a ser adulta.

Por isso eu ainda estou a aprender. Tenho 19 anos. Apenas 19 anos. E penso que por não parecer tão nova assim e por fazer o que faço, as pessoas à minha volta se esquecem. Ou então não querem saber.

De qualquer das formas não é justo. Não é justo eu matar-me a trabalhar e não ter tempo nenhum para mim e para a universidade e depois ainda me virem com merdas.

Eu dou o meu melhor. Eu faço o meu melhor. Mas no mundo dos adultos o nosso melhor não é suficiente.

Não vos escrevo há semanas e isso tem uma razão de ser: não tenho nada para dizer. A minha vida tem sido literalmente trabalho, trabalho, trabalho, universidade, trabalho, trabalho. Ando a trabalhar tanto que nem comer tenho comido. Nem dormir tenho dormido. Nem respirar quase que consigo.

Pedi os domingos de folga porque estou a chegar ao extremo. Consigo senti-lo e eu tenho 19 anos. Não posso cair para o lado já. Quase que me crucificaram. Se o olhar mata-se eu já estava enterrada. Eu nunca digo que não aquela gente. Eu faço o meu trabalho melhor do que muitos que já lá estão há mais de um ano. Eu sou uma pessoa que anda a estudar e mesmo assim, trabalhou 32 horas numa semana, para eles, sem deixar de sorrir fosse para quem fosse.

E eu pedi-lhes uma única coisa: os meus domingos. E juro que quase estive para as mandar à merda quando elas olharam para mim como se eu fosse louca. 

A loja não é a minha vida. Não é o meu futuro. Aquela loja é o meu ganha-pão. Não é o que eu quero fazer da minha vida, para sempre. 

Mas nunca ninguém me ensinou que neste mundo, ou se espezinha ou se é espezinhado. Principalmente em retail.

Principalmente em retail. Amigos, um conselho... só se metam nisto se estiverem mesmo desesperados. Porque de outra forma? 

Não vale a pena. É que não vale mesmo.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D