Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

28
Set15

Sobrevivi para ver o Ben


alex

(Mal) Sobrevivi aos dois overnights de seguida. Ainda tenho de sobreviver à mudança e ao início da universidade.

Mas nos entre tantos achei que merecia um miminho e então, ontem, peguei na H. e fomos ao centro de Londres passear.

Saimos em Leicester Square e fomos logo a Chinatown, já que somos as duas grandes fãs de tudo Asiático. Sem sabermos, estava a acontecer o Moon Festival, que é uma celebração da cultura Chinesa (se não estou enganada) e que está relacionada com o findo do Verão (again, se não estou enganada).

Havia um pequeno palco com música ao vivo mas, verdade seja dita, nós estávamos mais interessadas em passear pela zona, ver as vistas, os restaurantes e as lojinhas.

Comprei uns chopsticks bastante giros a apenas 1 libra (o que não é nada mau, acreditem!).

Passámos pela loja dos M&M e comprei um saco cheio deles - que depois trouxe para casa e partilhei, resultando nele vazio ao fim da noite.

Depois seguimos para os estábulos, passando pelo St. James Park que é muito bonito, mas não tivemos a sorte de ver os cavalos. Vimos apenas um guarda que, coitado, era alvo de fotos por tudo quanto era sítio. O senhor sem se poder mexer e a malta a fazer caretas para as fotos ao lado dele - hilariante.

A próxima paragem foi, obviamente, o amigo Ben. Atravessámos a ponte e descemos para o London Eye, não antes de tirar umas quantas fotos e apreciar a vista.

Já lá em baixo, ao pé do rio, fomos ao salão de jogos (que tem um nome que agora não me recordo) e perdemos uns quantos pennys a tentar ganhar um Mike dos Monstros e Companhia - que é um dos meus favoritos - e falhámos redondamente.

Depois percorremos o rio todo e subimos as escadas para atravessar a outra ponte, que nos levou de volta ao caminho certo para irmos para Chinatown jantar.

Jantámos num sítio cujo nome completo não me recordo (já todos sabem que a minha memória é uma treta) mas era um sítio de Dumplings. Com preços bastante acessíveis, enchemos a pança as duas e viemos embora satisfeitas.

Chegámos a casa já passava das 22h, mas foi um dia divertido, relaxado, sem ter de pensar em trabalho, universidade, lavar roupa ou loiça ou mudanças de casa.

Para o próximo mês, quando recebermos, o passeio vai ser outro porque ainda há muita coisa para se ver e fazer por terras britânicas!

Deixo-vos algumas fotos do dia!

PhotoGrid_1443397590632.jpg

 

 

 

IMG_20150809_185252.jpg

 

IMG_20150809_190003.jpg

 

IMG_20150927_164841.jpg

 

IMG_20150927_172830.jpg

 

IMG_20150927_174005.jpg

IMG_20150927_174742.jpg

 

12042159_10205084768827474_1257035901_n.jpg

21
Set15

Preparada (?)


alex

Amanhã e Quarta vou fazer overnight shifts, ou seja, vou trabalhar das 22h da noite às 07h da manhã.

Quinta-feira estou de folga mas tenho o primeiro dia de orientação da Uni.

Daqui a nove dias vamos começar a mudar-nos para a outra casa.

Ainda não tenho o meu horário da Uni completo e preciso dele desesperadamente para poder fazer as alterações necessárias para poder trabalhar as 20h por semana que estão no meu contracto.

A Uni começa daqui a duas semanas.

Amigos, me desculpem se eu andar desaparecida durante uns tempos, mas paciência e tempo para escrever vão ser coisas escassas nas semanas que se avizinham.

Mas eu estou preparada! 

Acho que ... estou preparada (?)

17
Set15

Boa-educação q.b


alex

Há algo que estranhei quando cá cheguei e comecei a socializar com a malta de cá - e atenção que quando eu digo malta de cá não me estou a referir só aos British, mas também a todos aqueles que, como eu, não são de cá e para cá vieram em busca de melhores oportunidades.

Aqui, sempre que chegamos ao trabalho, ou ao café ou à fila do supermercado, o cumprimento é o seguinte:

"Hi! How are you?"

"I'm good, how are you?"

"Good/Nice!"

Mas é que não falha. Estejamos a falar com os Managers, com os nossos colegas, com os nossos amigos ou com a senhora da caixa do supermercado, esta conversa é norma por aqui.

E vocês podem perguntar-se "mas achas isso estranho porquê?" Porque, não sei se sou só eu, mas em Portugal nós não temos esse hábito. Quando chegamos ao trabalho é só dizer um Olá com um meio sorriso e ou lançamos-nos ao trabalho ou arranjamos logo assunto de conversa. O mesmo com amigos. E nunca, mas nunca chegamos a uma caixa de supermercado e dizemos à senhora ou senhor que lá está: "Olá, como está hoje?"

Aqui é uma norma, diria mesmo uma regra básica da boa educação. Mas a certo ponto soa tão falso que todos os pêlos do meu corpo se eriçam! É que vá-se aonde se for, o diálogo é sempre aquele e por vezes exageramos, como se tivessemos mesmo interessados em saber como é que aquela pessoa está, quando na realidade não damos um centavo para isso.

Outra das coisas que aqui se diz sempre, ou quase sempre, é o "Have a nice day/evening!"

É agradável de se ouvir quando trabalhamos numa loja e fica bem de se dizer quando pegamos nos sacos das compras e nos preparamos para sair do supermercado, mas lá está... por vezes soa tão falso que doí.

É daquelas coisas básicas que, estando em Portugal, nem perdia dois segundos a pensar nisso. Cá, se não se disser "Hello, how are you today" ou "Thank you, have a nice day" somos uns mal-educados de todo o tamanho.

Eu cá gosto muito de pessoas bem educadas, mas por vezes a boa educação vira falsidade - especialmente naquela loja que temos de cumprimentar os quinhentos colegas que vão chegando, cada um à sua hora, para fazer o seu turno.

Estão a imaginar a cena não? Ás tantas a minha voz já não soa à minha voz, o meu sorriso já é colado e as minhas palavras ocas.

Portanto, conclusão...boa educação sempre q.b meus amigos, que em demasia vira falsidade!

14
Set15

Uma de muitas


alex

São várias as razões pelas quais eu vim para Londres estudar e trabalhar e, basicamente, fazer a minha vida.

Uma delas é o aliviar um pouco os meus pais no que toca ao dinheiro. Ao vir para aqui estudar, os meus pais não têm de dar um mortal atrás e duas cambalhotas à frente para me pagaram as propinas. Aqui há o student's loan que no final do curso será pago por mim - ou não, depende do trabalho que eu arranjar - enquanto que em Portugal eu não teria essa oportunidade.

Estando aqui, a ganhar o meu dinheiro, ninguém me compra a comida, o papel higiénico, o champô e amaciador, o gel de banho e todas essas coisas que, quando vivemos debaixo do tecto dos nossos pais, damos como um bem adquirido (entre muitas outras coisas).

Em Portugal, se eu me apetecesse salsichas grelhadas para o jantar, telefonava ao meu pai e pedia-lhe com muito jeitinho que passasse no Continente, antes de vir para casa do trabalho, e que trouxesse uma caixa de salsichas frescas. Ou se já não tivesse do meu pão rústico do Lidl, o processo era o mesmo. Por muito que me dissessem: "O que se compra para três, compra-se para quatro", eu sabia (e sei) que não é bem assim. Estando aqui, eles já não têm de gastar dinheiro em certas coisas que gastariam tivesse eu ficado em Portugal. 

Os meus pais estão fartos de me pedir o NIB da minha conta de cá. E eu estou farta de lhes dizer que só lhes dou o NIB quando estiver pele e osso. Porque se uma das razões pelas quais eu vim para cá foi para eles poderem desapertar um bocadinho o cinto, não lhes vou dar oportunidade de ficarem com ele tão apertado que não iam conseguir respirar.

Pedir dinheiro para mim, seja a quem for, é das coisas que mais me custa fazer nesta vida. Não tenho personalidade para que me paguem coisas, seja refeições, saídas ou outras coisas que tais. Não me considero uma pessoa orgulhosa, a não ser neste aspecto.

Porque só eu sei o quanto os meus pais lutam para conseguirem dar à sua família o básico da vida, que passa pela comida, pela casa, pelas coisas de higiene, e outras coisas.

É certo que eu sempre quis vir estudar para fora e que Londres sempre foi a cidade que eu elegia para fazer tal, mas a verdade é que o dinheiro também pesou na minha decisão em vir para cá.

E um dia, quando eu já estiver numa posição em que receba o suficiente para ter a minha vida estável por aqui e ainda me sobrar uns tostões, sou eu que vou pedir o NIB dos meus pais e dar-lhes aquilo que é deles por direito. Porque toda a minha vida eles me deram tudo, mesmo quando não tinham nada.

E vai chegar o dia em que eu vou retribuir com orgulho no peito e um sorriso largo nos lábios.

13
Set15

Quem disse...


alex

Que trabalhar numa loja de roupa é só pendurar roupa nos cabides, dobrar e pôr nas prateleiras e estar na caixa registadora a forçar um sorriso para os clientes?

Pois desenganem-se meus amigos!  Ali a malta faz de tudo - até varremos o chão da loja quando as mulheres da limpeza decidem não aparecer.

Os nossos shifts são de 24h, ou seja, temos os shifts das 6h30 às 22h e depois ainda temos um shift de overnight que vai das 22h às 7h00 da manhã! E perguntam-se vocês: mas o que fazem então se a loja só está aberta das 10h às 20h e no fim-de-semana das 9h00 às 6h00?

Muito simples meus amigos: carregamos com caixas, abrimos caixas, esvaziamos caixas, abrimos sacos de plástico cheios de roupa, pomos roupa dentro de caixas, desmontamos e montamos prateleiras, mexemos bancas de uma secção para a outra, carregamos com mais caixas, andamos para trás e para a frente - do stock room para a frente da loja e vice versa - carregados de roupa nos braços, e ... CARREGAMOS COM MAIS CAIXAS!

Não me interpretem mal - prefiro isto a trabalhar como waitress mil vezes e eu não me estou a queixar - mas isto é só para perceberem que trabalhar numa loja de roupa não é só dobrar roupa amigos.

Com isto, a verdade é que já tenho uns músculos nas pernas e nos braços que nem vos conto! Ginásio para quê?

Basta trabalhar um dia inteiro naquela loja e está o workout do dia feito!

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D