Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

26
Fev13

As noites em branco dão-me para isto...


alex

Ela sorri enquanto conta uma história qualquer ao amigo, ou talvez ao namorado, que a acompanha. Sempre que olho na sua direcção, está com um sorriso estampado na cara. Como é que ela consegue? Fala a sorrir, dá gargalhadas que me enchem os ouvidos e que me aquecem a alma. Mas os seus olhos...esses transmitem algo diferente, por vezes. Uma pequena mágoa, profunda, bem profunda, guardada num sítio onde ninguém conseguirá chegar, senão ela. Mas eu vejo, sinto.

O seu sorriso, embora encantador e o mais bonito que já vi, é um dos mais falsos que andam por aí. A sua gargalhada, apesar de parecer genuina, não o é. Mas ela continua a fingir, continua a esconder a mágoa que sente, não querendo partilhá-lha com ninguém, nem mesmo com ele, que a acompanha para todo o lado. Será ele a causa do seu sorriso falso? Nunca os vi de mãos dadas, nunca trocaram um beijo sem ser na cara...mas nota-se que têm aquela cumplicidade que muitos casais desejariam ter e não têm. Então quem é ele, o que é ele para ela e será ele o motivo de tanta tristeza escondida? Não sei, mas adorava saber. De cada que vez que os nossos olhares se cruzam, não posso evitar suster a respiração durante aquele milésimo de segundo, que parece durar uma eternidade. Tem os olhos mais bonitos que já vi em toda a minha vida. São grandes, ligeiramente rasgados e embelezados por pestanas naturalmente grandes. É uma bela criatura, esta moça. Já reparei no seu olhar pousado em mim, quando estou perto dela. Sim, já estive bem perto dela, mas nunca realmente perto, se é que me faço entender. Não sei se é vergonha, se receio de ser rejeitado, se medo por poder vir a descobrir que o rapaz que se encontra sempre com ela é na realidade, seu namorado. Não sei o que é, mas algo me impede de lhe dizer um simples "olá!". Um amigo meu conhece-a...treinaram juntos no mesmo clube há uns anos atrás. Ele diz que ela está completamente diferente. Não entra em detalhes, dizendo apenas que nunca foi muito próximo dela, mas que está mais mulher.

Mas estou a divagar. Que importa se mudou? Nunca a conheci. Provavelmente, nunca irei conhecer. Sinto que desperto um certo interesse nela. Consigo percebê-lo quando ela me olha, pensando que eu não estou a reparar. Consigo perceber quando ela e os amigos estão perto de mim e dos meus amigos e ela, levanta a voz para se fazer notar. Estamos sempre a cruzar-nos. Onde quer que eu vá, lá está ela. Mas está sempre acompanhada...como se isso fizesse diferença. Sozinha ou acompanhada, sou demasiado cobarde para avançar. Talvez esteja a perder uma grande oportunidade, talvez esteja a deixar escapar por entre as minhas mãos, um grande amor, ou apenas talvez, uma boa amizade. Mas tal, nunca saberei, porque coragem é coisa que não tenho.

Olho para ela uma última vez antes de sair do recinto. Por incrivel que pareça, ela olha para mim também, como se tivesse pressentido o meu olhar pousado na sua bela figura. Contempla-me durante um mero segundo e, inesperadamente, um leve sorriso surge no seu rosto. Um sorriso pequeno, comparado com os que estou acostumado a ver-lhe, mas maior que todos esses juntos. Pela primeira desde que comecei a reparar nela, esta sorri com os olhos.

Para mim.


*Devaneios noturnos causados pelas minhas amigas insónias.

25
Fev13

Sim, sim, mais um post sobre os Óscares...


alex

Sendo eu uma jovem rapariga completamente apaixonada pelo cinema, pelo mundo da televisão (no qual anseio desesperadamente trabalhar mais tarde) e também apreciadora de moda, à 1 da matina lá estava eu ligada ao E! para ver a red carpet e depois na tvi para ver a cerimónia. Digamos que, em termos de vestimentas: desilusão. Houve uns que se safaram, mas no geral...bom, acho que para a cerimónia que é, a farpela de algumas personalidades, este ano, ficou um pouco aquém.

No entanto, e atenção, exclusivamente em relação ao meu gosto pessoal, as que se safaram foram estas bonitas damas:

 

Perfeição da cabeça aos pés.

Pronto, admito, morro de inveja desta (jovem) mulher.

Canta que nem um rouxinól afinidinho, é linda de morrer, representa e dança...e vestiu um magnifico Alexander McQueen. Está tudo dito.

 

A perfeição existe.

Uma das minhas actrizes favoritas, just FYI

 

E pronto, não houve assim mais nenhuma que me fizesse soltar um "Uau!" ou um longo suspiro. 

Em relação aos prémios e a quem os recebeu, só me quero pronunciar em relação ao de melhor actriz no papel secundário: muito bem atribuido à minha Annie;

Ao de melhor actriz no papel principal: comecei aos saltinhos na cama quando disseram o nome da Jenny e levantei-me quando a pequena tropeçou. Amo-a e sim, sou da opinião que ela mereceu a estátua.

Melhor actor no papel principal: well done Daniel Day-Lewis, foi merecido, com certeza!

Quanto ao de melhor realizador e melhor filme, não me pronuncio apenas porque ainda não vi nenhum dos dois. Mas em breve, em breve...

Não gosto de Family Guy, não gostei do filme Ted, mas gostei do Seth Macfarlane como apresentador. E digamos de passagem, o senhor tem uma voz (tanto para falar como para cantar) que me deixa com as tais borboletas na barriga. Sim, eu sei, é estranho, mas eu tenho este pequeno defeito de apreciar as vozes das pessoas, quer elas sejam cantoras ou não. 

E com isto, só tenho a dizer que hoje de manhã enquanto fazia o teste de português, às 8h15m, fiquei orgulhosa de mim mesma por conseguir estar completamente desperta e concentrada.

Ah! E uma boa semana para todos...estes próximos dias vão ser muito atarefados para a minha pessoa, just saying.

23
Fev13

A ver...


alex

Nas férias...

Sim, eu sei, faltam 3 semanas, duas das quais infernais, mas já estou tão cansada que já ando a pensar nelas há algum tempo...

(mas por acaso este período está a passar a voar...)

 

 

 

 

 

 

 

( A Zooey Deschanel é só uma das minhas atrizes favoritas e eu nunca vi o filme...shame on me, i know)

 

 

 

 

 

E hoje vai este, porque a minha alma chorou até agora, porque não o pude ir ver ao cinema e andei imenso tempo a tapar os ouvidos (e os olhos) sempre que se falava neste filme. Porque sou daquelas pessoas que não gosta, sublinho, não gosto de saber nem o mais pequeno detalhe sobre um filme que ainda não vi. Mas agora vou vê-lo, porque ou era isso ou ler os Maias...Não dá muito que pensar certo?

 

23
Fev13

Fez-se luz!


alex

Tenho (eu e toda a minha "vila") estado sem luz o dia todo. Há bocado, vieram cá os senhores da EDP e trouxeram um gerador do tamanho do titanic que está agora estacionado em frente ao meu prédio, que faz um barulho estranhíssimo e parecido com (mil) rugidos de leões e que, de momento, nos está a "alimentar" a todos.

Depois de ter estado várias horas sem luz, é que me apercebi o quão dependentes somos dela. Para começar, não há cá computadores, internet, televisões ou telefones para ninguém. Depois, o microondas, a torradeira e o fogão (o meu é eléctrico), também ficam inutilizáveis. Já para não falar do facto de termos de estar na casa de banho às escuras, que ficam na parte de trás da casa, junto aos quartos e que, como tal, são as divisões com menos luz natural.

Ora bem...era ver a malta toda cá em casa a dirigir-se à casa-de-banho e a acender a luz.

"-Ah, é verdade, não temos luz!" - foi a frase mais dita hoje por estas bandas. É do hábito. É um vício. Tal como todos os outros, o consumo de luz é um vicio. E eu que o diga! Ia à dispensa, clicava no interruptor da luz, para logo o voltar a desligar. Ia à casa de banho, a mesma coisa. Vinha para o quarto e clicava no botão de ligar do meu comando e questionava-me, durante 3 segundos, porque raio a minha televisão não acendia.

Pequenas amostras do quão dependente eu sou da luz. Do quão dependentes todos nós somos. Precisamos dela para quase tudo. 

A falta da mesma hoje, fez-me pensar: "Se tivesse sido habituada a viver sem luz nenhuma, como ainda algumas pessoas vivem, as coisas eram diferentes. A minha rotina seria completamente diferente, os meus hábitos também. A acção de ligar um interruptor da luz, de ligar a televisão, de pôr o pão na torradeira ou aquecer o leite no microondas, seriam acções substituídas por outras completamente diferentes."

Curioso hein? Mas, vendo o lado positivo, de manhã decidimos ir todos ao supermercado fazer as compras e depois do almoço, não houve desculpa alguma para não me lançar logo ao estudo do Frei Luís de Sousa. O lado negativo...já comi mais hoje do que na semana inteira, porque não poder vir ao computador, não poder acender a televisão, não poder fazer nada nas horas mortas, encheu-me de stress. 

E eu quando estou stressada, como. Muito. Demais.

(Tenho andado a fazer tanta batota ultimamente, que já não posso dizer que estou de dieta, que adoptei um estilo de vida saudável, ou o raio que o parta!)

Pág. 1/7

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D