Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Something New

porque sempre que se fecha uma porta, abre-se uma janela

Something New

Devagar, devagarinho...

As coisas podiam estar a correr pior. 

A malta aqui por casa anda ligeiramente stressada porque andamos a ver se conseguimos mudar para uma casa como deve ser (vocês não têm ideia do que é ter cinco pessoas a viver neste sítio) mas existe o problema de que nem todos ganham bem, uns ainda não ganham nada (como eu) e outros ainda não sabem o que ganham.

Este tipo de coisas gera sempre stress e confusão.

Depois estou aqui eu, completamente ainda no estado de: mas eu estou mesmo aqui? Eu já não estou em Portugal? O quê, as moedas aqui são estranhas e as de 10 são maiores que as de 20? Está a chover mas está um calor desgraçado? Olha um pássaro!

Pronto, basicamente é isto que vai na minha cabeça 50% do tempo. Os outros 50% é - tenho de arranjar trabalho, tenho de arranjar trabalho, tenho de arranjar trabalho.

Hoje fui "experimentar" um café/restaurante aqui ao pé de casa - de judeus (no judging) - e até nem foi assim tão mau. Nunca trabalhei em cafés e ou restaurantes, por isso para primeiro dia (3 horas só) acho que me safei. 

Amanhã vou outra vez e sábado tenho uma entrevista na Gap, no centro comercial. Se correr bem na Gap, digo adeus aos do café.

É sempre bom ter opções minha gente!

E pronto, basicamente é isto. Para quem pensava que viver em Londres era muito diferente de viver em Lisboa (*tosse, P.,tosse*) é igual. Só muda o tempo, que aqui é bipolar, a lingua quando não estamos em casa e o espaço que temos para coçar o braço (que é minúsculo nesta casa).

As saudades ainda não se fizeram notar. Já cá estou à uma semana. Ainda há muito para ver, para sentir e para viver.

Mas devagar se vai ao longe.

4 comentários

Comentar post